Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/18 às 17h01 - Atualizado em 17/05/18 às 17h31

Cidades Limpas volta a Águas Claras para duas semanas de ações

COMPARTILHAR

Após atuar na área mais central da região, a prioridade dessa vez passa a ser Arniqueiras e Areal

Foto: Edson Leal

Os setores habitacionais Arniqueiras e Areal serão as prioridades durante as duas semanas que o Cidades Limpas estará em Águas Claras. Lançada nesta segunda-feira (17), essa é a segunda passagem do programa pela região. Na primeira, em agosto do ano passado, as ações foram direcionadas para as áreas mais centrais da cidade.

“Estão programadas diversas atuações voltadas para trabalhos que vão desde o combate ao Aedes aegypti a ações que melhorem a segurança e o conforto da comunidade”, destaca o secretário das Cidades Hamilton Esteves.

Coordenada pela Secretaria das Cidades, em parceria com 16 órgãos do Governo de Brasília, a 36ª edição do Cidades Limpas permanece em Águas Claras até o dia 19 de maio. Durante duas semanas serão promovidas operação tapa-buracos, limpeza de vias e praças, troca de lâmpadas queimadas, revitalização de faixas de pedestres, desobstrução de bocas de lobo e poda de árvores.

Durante o período está programado a revitalização do Parque Ecológico de Águas Claras. O local vai receber podas, corte do mato alto, instalação de quebra-molas e melhoria na iluminação. De acordo com o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), circulam no local cerca de 4,5 mil pessoas diariamente, chegando a dobrar o número aos finais de semana.

Para a operação em Águas Claras, estarão envolvidas 248 pessoas, com o apoio de 64 equipamentos.

Águas Claras completou 15 anos do último dia 6 e a chegada do Cidades Limpas é uma forma de celebrar a data levando melhoria para a população.

Manejo ambiental

Nas áreas prioritárias, durante a segunda semana de serviço, ocorrerá o manejo ambiental para combate ao mosquito Aedes aegypti. O objetivo é retirar todo tipo de inservível capaz de acumular água e servir de criatórios para as larvas do inseto.

Na segunda e terça (14 e 15), os agentes da Vigilância Ambiental em Saúde e os militares do Corpo de Bombeiros do DF percorrerão as residências orientando os moradores para que coloquem inservíveis nas portas de casa. Nos três dias seguintes, os caminhões da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do País (Novacap) recolherão o material