Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/04/20 às 13h47 - Atualizado em 1/04/20 às 13h59

Com 6,5 mil leitos, Saúde do DF acelera abertura de mais vagas

COMPARTILHAR

Em tempos normais, número é considerado suficiente. Para a pandemia, entretanto, dependerá do sucesso do isolamento social 

 

O Distrito Federal tem 6,5 mil leitos de hospitais, de acordo com dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), sendo que 438 são em unidades de terapia intensiva (UTI). A população estimada na capital do país, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 3,015 milhões de pessoas, o que resulta em 2,16 leitos de hospital para cada mil pessoas. A média nacional é 2,3 para cada grupo de mil habitantes.

 

A quantidade de espaços para internação disponível se tornou mais importante diante da pandemia de coronavírus, que já contaminou mais de 333 pessoas no DF.

 

“É um número bom, mas o problema é como a curva vai evoluir no Distrito Federal. Se todo mundo adoecer nos próximos 15 ou 20 dias, não vai dar”, pontuou a médica infectologista e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), Eliana Bicudo.

 

“Vai depender do quanto conseguir retardar o número de casos novos. O isolamento social funciona para isso, inclusive para ter leitos para atender outros casos, como infartos, derrames cerebrais. Até o momento, estamos indo bem”, acrescentou.

 

O número de leitos hospitalares em relação à população vem diminuindo ano após ano, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Em 2012, o DF tinha 2,49 leitos para cada 1.000 habitantes. Isso acontece porque a quantidade cresceu menos do que a população no período.

 

Em 2012, a média registrada no Datasus, sistema de informações do SUS, era de cerca de 6,6 mil leitos. Em 2019, ela foi de 7,1 mil, um crescimento de 7,6%. Já a população passou de 2,648 milhões para 3,015 milhões, um avanço de 13,9%.

 

 

Comparação internacional

 

A quantidade de leitos por habitante em Brasília fica atrás do verificado em países como a Malásia, o Vietnã e a Namíbia, todos com uma média de 3 para cada mil habitantes.

 

A nação com mais leitos proporcionalmente à população é o principado de Mônaco, com 14 para cada mil. Em seguida vem Japão e a Coreia do Norte, ambos com 13 para cada mil. Nos três casos, os dados são de 2012.

 

Os números são da CIA World Factbook, compilado de estudo da agência de inteligência dos Estados Unidos.

 

O que diz a Secretaria de Saúde

 

Em nota, a Secretaria de Saúde do DF destaca que, no cenário de pandemia, ainda “estão disponíveis 50 leitos para pacientes com Covid-19, sendo 10 pediátricos no Hospital da Criança”.

 

Ainda de acordo com a pasta, na próxima semana serão oferecidos mais 10 leitos em hospitais privados, já com suporte respiratório.

 

“No Hospital da Polícia Militar também serão disponibilizados 80 leitos, outros 70 no Hospital de Santa Maria e outros 30 no ICDF. No Hran, mais 10 leitos foram habilitados pelo Ministério da Saúde e serão utilizados para pacientes com Covid-19”, destaca a secretaria.

 

 

Fonte: Metrópoles / Jornalistas: Lucas Marchesine – Manoela Alcântara