Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/06/20 às 18h23 - Atualizado em 28/06/20 às 18h24

Observatório da Mulher será lançado na segunda-feira (29)

COMPARTILHAR

Coordenado pela Secretaria da Mulher, novo portal oferecerá informações e serviços que contemplam o público feminino

 

Um canal inteiramente dedicado ao público feminino será oficialmente lançado na segunda-feira (29), a partir das 15h, por meio de uma live: o portal Observatório da Mulher, elaborado pela Secretaria da Mulher (SM). Restrito a autoridades e imprensa, o evento acontece no Salão Branco do Palácio do Buriti, com transmissão pelas páginas oficiais do Facebook do GDF – @govdf – e da SM – @secmulherdf.

 

“O Observatório chega para contribuir e centralizar uma série de informações e serviços de extrema relevância para as mulheres e para a população em geral”, destaca a secretária da Mulher, Ericka Filippelli. Um dos principais objetivos do portal, pontua, é atuar para a promoção da igualdade de gênero e dos direitos das mulheres.

 

Canais de ajuda

Disponível na versão mobile, o portal tem como um dos destaques o atendimento à mulher em situação de violência. Para tanto, o link “Peça ajuda” disponibiliza orientações da SM e serviços específicos, como o Dique Denúncia da Polícia Civil (197) e a Central de Atendimento à Mulher (180).

 

Além disso, podem ser encontrados gráficos com dados comparativos relacionados às áreas da saúde, segurança pública, trabalho, educação, assistência social e direitos humanos. O Observatório a Mulher também terá produção de diagnósticos qualificados sobre a situação da mulher, a implementação e avaliação de políticas públicas para as mulheres e a padronização da coleta, análise e divulgação dos dados e informações públicas.

 

Parcerias estratégicas

 

“O mais interessante e enriquecedor é a integração com outras pastas na composição do comitê gestor do portal”, explica Ericka Filippelli. “As secretarias, a Casa Civil e a Codeplan, envolvidas na gestão do portal, têm o objetivo comum de multiplicar conhecimento e estimular a participação social na formulação de políticas públicas efetivas de proteção à mulher.”

 

Quem acessar o portal encontrará orientações que auxiliam na identificação de todo e qualquer tipo de agressão contra a mulher. As informações fazem parte da Cartilha da Mulher, também disponível na ferramenta.

 

Ainda no Observatório da Mulher, poderão ser encontradas estatísticas da participação feminina nos programas elaborados pela SM para incentivo ao empreendedorismo e à autonomia econômica. Também serão publicados dados sobre o panorama da Covid-19 e informações da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher no DF.

 

Confira, abaixo, os canais disponíveis no portal.

 

  • Central de Atendimento à Mulher
  • Central da Polícia Civil do Distrito Federal
  • Contatos das unidades da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam I e II)
  • Defensoria Pública
  • Núcleo de Defesa da Mulher
  • Centro de Atendimento à Mulher
  • Unidades do Núcleo de Atendimento à Família e Autores de Violência Doméstica (Nafavd)
  • Centro de Referência de Assistência Social (Cras)
  • Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas)
  • Casa Abrigo
  • Conselho dos Direitos da Mulher (CDM)

Com informações da SM

Fonte: Agência Brasília – Edição: Chico Neto